Arquivo da tag: Infausto mundo de Andréa

Confissões de uma ladra de histórias alheias

Começo a perceber o que me atrai em filmes: personagens que possam contar histórias para a minha vida. É como se tudo o que eu lesse fosse um livro de auto-ajuda [vide o assassínio de Fausto!], tudo o que eu … Continuar lendo

Publicado em Infausto mundo de Andréa, Música | Marcado com , , | 7 Comentários

Capítulo 4: Dia das mães

Pequena homenagem a Dona Ivonete e todas as matriarcas Texto e contexto O Imperador que ver Helena de Tróia e Páris. Cabe a Fausto mostrá-los ao Soberano. Ele pergunta a Mefistófeles: como fazer isso? O diabo diz que só um … Continuar lendo

Publicado em Infausto mundo de Andréa, Livros | Marcado com , | Deixe um comentário

Capítulo 3: Na companhia do Mancebo-Guia

Trecho e contexto Fausto (Pluto, deus da riqueza) chega ao baile de carnaval numa carruagem alada. Com ele vêm o Mancebo-guia (a Poesia) e Mefistófeles (o Avarento). Mas a ninguém agrada o Mancebo-guia. Fausto, então, o desobriga a estar naquele … Continuar lendo

Publicado em Infausto mundo de Andréa, Livros | Marcado com , | Deixe um comentário

Capítulo 2: Os piores inimigos

As alegorias dos piores inimigos do homem (sic) entram no salão onde ocorre o baile de carnaval. Elas estão presas a um elefante. E eis o que elas falam. A primeira: “Ah, em qualquer direção Fugiria, mundo afora, Mas lá … Continuar lendo

Publicado em Infausto mundo de Andréa, Livros | Marcado com , | Deixe um comentário

Capítulo 1: Às margens do Letes

Trecho “Da alma extraí-lhe o dardo da amargura; Do remorso abafai a voz tenaz; Livrai-lhe o ser das visões de negrura! (…) Pousai-lhe a fronte em fresco, verde leito, Do Letes banhe-o a límpida onda fria; Relaxe o corpo rígido, … Continuar lendo

Publicado em Infausto mundo de Andréa, Livros | Marcado com , | Deixe um comentário