Dionisíaca

O mundo dá voltas… (Maldito vinho!)

Pensei em mandar um Porto pelo correio. Por quanto sairia a extravagância? Uns 150 reais. Desisti. Fica adiado o brinde luso-brasileiro… para quando eu voltar. Bom que será no inverno… Vinhos aquecem.

As palavras me amedrontam… São só o que tenho. Mil faces ocultas sob a face neutra. Não há tradutor. Há imaginação de criança e olhos embriagados de terceira idade. Mistura perigosa.

Vontade de conversa, mas os cotidianos não se cruzam.

Lisboa. Já encontrei com Carlos a comprar cigarros na Casa Havanesa. E a fitar Maria Eduarda no Cais do Sodré. São todos estações do Metro. Dez minutos do meu apartamento ao Chiado e me encontro com Fernando Pessoa. Um café n’A Brasileira. Pena que ele esteja sempre calado. E quando se manifesta, me diz:

“Os deuses vendem quando dão.
Compra-se a glória com desgraça.
Ai dos felizes, porque são
Só o que passa!”

Planos de visitar Sintra no fim de semana. Talvez aviste Cruges em algum hotel. Ou Inês e Pedro.

O melhor de Portugal continua sendo minha imaginação.

Sobre Andréa Maciel

Paulista nordestina naturalizada recifense e entendedora do português lusitano. Estuda Comunicação Social - e adora a comunicação justamente por isso, porque é Social. Acredita em um mundo mais bonito. Acredita em todas as belezas.
Esse post foi publicado em Divagações, Gastronomia e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s