Leitura em movimento

Eu tenho uma mania horrível: leio tudo. Pior: eu gosto de ler tudo. Bula de remédio. Outdoors. Cartazes de combate à dengue. Eu olho pra isso quando ando de ônibus, desafiando o meu enjôo constante. Parece que eu nunca perdi o encanto pelas letras, o encanto que eu conheci quando aprendi a escrever (e ler). A professora dizia que a gente devia ler tudo o que visse, pra ir treinando. “Um dia, vocês vão ler rápido”. Eu ficava na janela do Chevete, tentava decifrar os letreiros da cidade.

– Mesbla, a maior loooooOOOOOO…

O carro acelerava, sempre mais rápido que o meu pensamento. E não adiantava acompanhar com os olhos a frase incompleta. Pra quê? Havia tanta coisa mais pra ler! Meus primeiros poemas urbanos já nasceram bem concretos. Eram as paredes, eram os cartazes, as pichações indecifráveis.

Sobre Andréa Maciel

Paulista nordestina naturalizada recifense e entendedora do português lusitano. Estuda Comunicação Social - e adora a comunicação justamente por isso, porque é Social. Acredita em um mundo mais bonito. Acredita em todas as belezas.
Esse post foi publicado em Diário e marcado , . Guardar link permanente.

3 respostas para Leitura em movimento

  1. Rafael Sotero disse:

    Que mentira! Nem lês tudo. 😛

  2. Andréa disse:

    Menino, mas vc é rápido, hein? =D (Tá, agora eu comentei!)

  3. Rafael Sotero disse:

    Finalmente! Minha missão está cumprida. Posso finalmente voltar para marte em paz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s