Sinta-se em casa

Viajar 15 dias sem me hospedar em nenhum hotel ou albergue: sim, é possível.

Qual a melhor coisa a se fazer quando está em Portugal? Sair daqui o máximo que puder. As distâncias são pequenas. E como as companhias low cost daqui são realmente low cost (imaginem o que é viajar para Berlim por 15 euros, menos de 45 reais), mesmo os mais proletário dos estudantes consegue fazer uma viagenzinha qualquer. Mas o intuito desse post não é fazer publicidade de companhia aérea, e sim das redes de hospitalidade.

Do dia 24 de dezembro a 8 de janeiro, viajei para três países me hospedando apenas em casa de pessoas das cidades. Acreditem: é possível, é seguro, e é muito mais legal do que qualquer hotel cinco estrelas.

Estar em contato com as pessoas. Ir a lugares turísticos, mas também a tesouros escondidos, daqueles que só os nativos conhecem. Conversar sobre o cotidiano do lugar. Viver esse cotidiano. Acordar e ter um café da manhã em família, ainda que você tenha conhecido a pessoa no dia anterior. E sem pagar um tostão.

O nome disso é CouchSurfing (CS) e Hospitality Club (HC). É só fazer um cadastro nesses sites e começar a pesquisar um local para ficar. Só no Hospitality são quase 40 mil membros de mais de 200 países. E mesmo para quem não tem coragem de se hospedar na casa de um estranho, ainda pode conhecer para uma conversa, um café ou mesmo uma visita “guiada” pela cidade.

Essas redes são totalmente mantidas por voluntários e doações. E, depois de ter provado os seus benefícios, eu faço a propaganda delas em alta voz. Gente, se vocês querem conhecer pessoas dos mais diversos lugares e culturas, entrem nessas redes. E arrumem as malas. Se entrarem, não esqueçam de me avisar!

Em breve, conto a vocês como foi ser uma viajante CS/HC. Por enquanto, apenas visitem as páginas:

http://www.couchsurfing.com
http://www.hospitalityclub.org

Anúncios

Sobre Andréa Maciel

Paulista nordestina naturalizada recifense e entendedora do português lusitano. Estuda Comunicação Social - e adora a comunicação justamente por isso, porque é Social. Acredita em um mundo mais bonito. Acredita em todas as belezas.
Esse post foi publicado em Dicas, Viagem e marcado , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Sinta-se em casa

  1. Raquel Lasalvia disse:

    Deinha, adorei isso. Quando você voltar, quero que você me explique tudo com os mínimos detalhes.

    =*

  2. tempodemorangos disse:

    Que muito bacana essas redes de hospitalidade! Vou até tirar poeira das malas velhas… 🙂

  3. Rafael Sotero disse:

    Pronta para visitar a última casa? A sua? 😛

Deixe uma resposta para Rafael Sotero Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s