Capítulo 3: Na companhia do Mancebo-Guia

Trecho e contexto

Fausto (Pluto, deus da riqueza) chega ao baile de carnaval numa carruagem alada. Com ele vêm o Mancebo-guia (a Poesia) e Mefistófeles (o Avarento). Mas a ninguém agrada o Mancebo-guia. Fausto, então, o desobriga a estar naquele lugar, dizendo:

“Liberto estás do peso, do atravanco,
Retorna a tua esfera, livre e franco!
Não é ela aqui! Confusa, vil, selvagem,
Preme-nos cá uma grotesca imagem.
Vai onde a clara luz mira às claras,
Onde és teu próprio amo, em ti te amparas,
Lá onde o Belo e o Bom, só, alegria dá.
À solidão! – Teu mundo cria lá!”

Auto-ajuda goethiana

Solidão é o lugar da poesia. Então, estar só quer dizer ter as melhores companhias: Goethe, Drummond, Pessoa, Bandeira…

Anúncios

Sobre Andréa Maciel

Paulista nordestina naturalizada recifense e entendedora do português lusitano. Estuda Comunicação Social - e adora a comunicação justamente por isso, porque é Social. Acredita em um mundo mais bonito. Acredita em todas as belezas.
Esse post foi publicado em Infausto mundo de Andréa, Livros e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s